Capítulo #12: Sua Bravura e Coragem, Irei Aceitá-las!

Quando Comoros abriu a porta, a garota já estava morta, sua pele estava pálida pela falta de sangue, seu corpo frágil desabado no chão, tão frágil que sentiria-se com pena dela, até havia uma estranha sensação de beleza nisto.

Alguns aldeões estavam seguindo Comoros. Quando viram o corpo da garota, todos arfaram. Essa garota era a neta do chefe do vilarejo, uma bela garota, o sonho de muitos jovens dali, mas agora estava morta.

Uma vez ela já foi o amor dos sonhos de Comoros, só que vendo o corpo morto dela, ele não sentiu pena ou tristeza, e sim muito medo. Suas memórias mais sombrias, seus momentos de covardia e fraqueza de alguns dias atrás estavam aparecendo em sua frente agora.

Como era de se esperar, o corpo da garota falou novamente em um tom estranho. O corpo dela falou, mas não era a garota o emissor.

— Hak Hak Hak! Comoros, você realmente me desapontou. Nesse momento, alguém ainda está tentando ir contra a minha vontade!

— Benevolente Negary! Por favor, perdoe nossa tolice e ignorância, nunca iríamos contra sua vontade! — Comoros rapidamente se prostrou. Influenciados por ele, todos os outros também se prostraram no chão.

— Você pode não ir, mas outra pessoa sim. Querem contatar a herege Igreja da Graça Divina e ir contra minha vontade. Bando de tolos, se não desejam a minha glória, só me resta conceder a minha praga a vocês.

— Nos perdoe, grande Negary! Quem iria fazer algo tão detestável, diga-nos o nome do pecador! — alguém gritou em frenesi: — Seria o pecador de todo o vilarejo, nunca o perdoaremos!

Após terem visto o chefe sendo morto pelos mensageiros de Negary após meras palavras de desrespeito, e agora um corpo falante, eles estavam completamente convictos da existência de Negary. Eles foram forçados a temer a inevitável vinda da praga, a inquietação rapidamente se espalhou.

— Sendo este o caso, se sacrificarem o pecador a mim, devo dar outra chance a vocês. — Wang Yuan falou lentamente pela boca da garota: — O nome do pecador é Jacob Dakmi.

— Ofereçam-o a mim, deixe meus mensageiros o levarem, então considerarei o perdão desta vez.

— Escolham! A praga ou o sacrifício, essa será a ultima chance que darei. — Após essas palavras, a boca da garota fechou, Wang Yuan ficou esperando a reação dos aldeões.

— Temos outra escolha? — Comoros levantou e declarou altamente: — Pelos seus próprios benefícios, Jacob desistiu da fé da tribo Cauchy, ele não é um simples pecador do nosso vilarejo, e sim de toda a tribo Cauchy!

— Para proteger o vilarejo, não temos outra escolha!

— Esse jovem também está crescendo. — Wang Yuan elogiou a performance de Comoros.

Sob sua orientação, Jacob foi abandonado pelo próprio vilarejo, uma multidão de pessoas estava avançando até a casa dele. Nesse ponto, a multidão já tinha sido assolada pelas próprias emoções. Os poucos que ainda estavam racionais não podiam fazer nada para mudar o contexto geral, por medo da praga, vários já estavam insanos.

— Daqui a dois dias, iremos sair e procurar ajuda da Igreja da Graça Divina. — Jacob pegou a mão de sua esposa: — Antes disso, tenho de lhe levar a um lugar seguro, o vilarejo está muito perigoso no momento.

— Jacob... — quando Isabella estava prestes a dizer algo, vários sons vieram de fora da casa, a maioria eram gritos para Jacob se entregar pela paz do vilarejo.

— Como isso é possível?! — O rosto de Jacob ficou sério. Rapidamente pegou a espada de cavaleiro na mesa e confrontou a multidão que irrompeu pela sua porta, olhando para o jovem que a liderava.

Comoros, tudo aconteceu após o retorno dele.

— Jacob, sua vontade procurar socorro da igreja herege incorreu no ódio de Negary. Então, para que o vilarejo não sofra da praga, pela segurança do vilarejo, abaixe sua arma e não resista! — Comoros estava se forçando a manter uma expressão séria, mas os cantos de sua boca não conseguiam deixar de arquear.

Comoros estava gostando do sentimento de estar sob a dominação de Negary. Antes, ele não era nada além de um novato do grupo de caça, mas agora?

Agora, até o guarda chefe do vilarejo, alguém que todos respeitavam, que provavelmente seria o próximo chefe do vilarejo, não estava completamente sem poder contra mim?

Jacob segurou sua espada firmemente, seus dedos ficaram pálidos de tanta força usada.

Negary é tão poderoso assim? As coisas que decidi há alguns momentos já foram descobertas.

Enquanto olhava para a multidão de aldeões, os olhos dessas pessoas, que costumavam conter admiração e apreço, tinham ódio e medo.

O que tornava Jacob incapaz de golpear com sua espada eram os olhares dos outros, os de súplica.

Por favor, abaixe sua espada.

Por favor, não resista.

Por favor, torne-se o sacrifício.

Por favor, sacrifique-se pelo vilarejo!

As mãos de Jacob que seguravam a espada ficaram sem forças. Ele sabia, ele sabia que não podia ir contra essas pessoas, então se virou. Isabella estava com o olho em lágrimas olhando para ele, balançando a cabeça como se tivesse algo a dizer.

Ele sorriu, impediu-a de falar, apontou para o ventre dela com gentileza, então se voltou a Comoros e falou: — Posso me sacrificar e deixar você fazer o que quiser. Porém minha esposa é inocente, todos os pecados vieram apenas de mim, deixe-a!

A expressão de Comoros mudou um pouco, e ele olhou para a barriga de Isabella. O canto de seus lábios se contorceu enquanto disse: — A fúria de Negary é direcionada apenas a você, pecados, pague o preço. Decidimos que o seu julgamento será na grande árvore atrás do vilarejo, venha com a gente.

— Entendido. — Jacob se virou para olhar sua esposa, depois foi levado embora pela multidão até a grande árvore. Ele foi forçado a se ajoelhar, com as mãos e pernas atadas. Entretanto, mesmo ajoelhadas, suas costas estavam mais eretas do que nunca.

Dois corvos pousaram e começaram a bicar o corpo de Jacob sem hesitação, os aldeões se prostraram imediatamente. Jacob não se importou em olhar para os corvos, apenas para a jovem mulher loira que estava chorando e rezando de longe.

Jacob começou a derramar lágrimas. Ele não tinha medo da morte, mas ainda não tinha visto sua criança nascer, ainda não tinha cumprido a promessa de acompanhar Isabella até a morte, já estava indo antes dela.

Conforme o sangue dele escorria, a visão de Jacob começou a embaçar, uma cena começou a se manifestar nos seus olhos. Nessa cena, Isabella estava segurando a mão de uma pequena menina loira. Como a mãe, a menina também era uma moça muito bela.

Wang Yuan estava flutuando por perto de Jacob.

Esse homem com certeza tinha algo que valia elogios. Se o dessem a chance, poderia ter se tornado um grande herói conhecido por todas as terras, mas, novamente, não havia "se" na vida.

— Mesmo diante de dificuldades, você decidiu resistir. Isso é bravura. Mesmo diante da morte, não demonstrou medo. Isso é coragem. — Wang Yuan olhou para Jacob enquanto ele sangrava lentamente até a morte: — Eu dou testemunho da sua morte.

Um grande agregado de névoa branca e aura gélida fluiu a Wang Yuan.

— Sua bravura e coragem, irei aceitá-las!

keyboard_arrow_left Anterior Próximo keyboard_arrow_right
Você pode usar o atalho Ctrl+ ou Ctrl+ para navegar entre os capítulos

Olá, deixe seu comentário sobre o capítulo Sua Bravura e Coragem, Irei Aceitá-las!

Enviando Comentário Fechar :/