Capítulo #64: Bola na Fogueira. (1)

UMQU - Capítulo 064 - Bola na Fogueira. (1)

Do altar alagado de sangue, uma aura sinistra se espalhou e apareceu como uma escuríssima névoa negra, encobrindo os arredores.

Um certo ritual estava ocorrendo neste lugar amaldiçoado.

O propósito desta cerimônia era retirar os desejos mais profundos dos reunidos aqui e transformá-los em energia mental, a qual iria causar um fenômeno físico.

— Tudo está pronto?

Uma voz encantadora pôde ser ouvida do trono que estava um andar mais alto que o altar localizado no meio. A língua usada era desconhecida  — não era inglês, chinês e nem coreano.

Mas a voz dela era uma clara prova de que era a próxima governante de todos os Vampiros, julgando pela maneira que todos os nove vampiros pararam o que estava fazendo e se curvaram.

A benevolente voz se espalhou como um vento frio. Um dos nove Vampiros, com olhos vermelhos e um manto cobrindo todo seu corpo, disse cuidadosamente:

— Já estamos quase acabando as preparações. Achamos as coordenadas de nosso mundo natal seguindo a sabedoria de nosso senhor, e tudo que falta é abrirmos o portal com sacrifícios e as Pedras de Mana acumuladas, minha rainha.

— Hmm. Já não lhe falei para não me chamar de rainha? Você deve parar com isso agora.

Diferente de suas palavras, o tom usado foi bem alegre.

— Então, onde esse portal será aberto?

— Há três locais possíveis. O país que estamos agora, Inglaterra; o país que os ‘Dretoon’ escolherem como sua base, China; e Coréia, onde o velho e a criança estão morando. Só que…

O Vampiro mostrou sinais de hesitação e parou de falar ali.

— Está tudo bem. Fale.

— É que… o com maior possibilidades de ser o portal certo é o da Coréia. Provavelmente porque há duas Fissuras Mortas nas proximidades desta pequena terra, sendo assim, tem maiores chances de nosso portal conectar lá…

O Vampiro de repente parou falar. Era porque a aura vinda da rainha estava ficando bastante séria.

— Meu erro.

O Vampiro rapidamente começou a se prostrar no chão. Mas a Rainha simplesmente suspirou e, ao invés de repreendê-lo, o encorajou a continuar.

— Não, está tudo certo. Na verdade, assim é melhor. Eu iria acertar nossa briga com essa criança uma hora ou outra. Então, vamos simplesmente ir para a Coréia. Eu acho que você já deve ter feito as preparações necessárias.

— O quê? Ah, sim. Cla-claro.

— Então está tudo bem. Devemos acreditar em você e deixar tudo em suas capazes mãos.

Só então, a poderosa pressão perpetuando por todo altar desapareceu como um sopro. Tinha acabado. Os nove Vampiros só puderam respirar e tentar acalmar as suas mentes.

— É bom que ela não estava tão furiosa quanto temíamos.

— Isso mesmo, mas… o que vamos fazer? Não fizemos sequer um preparativo ou qualquer coisa…

Um outro Vampiro perguntou frustrado.

— Keum. Só reserve um quarto em um hotel cinco estrelas, tenho certeza de que ela irá gostar. De qualquer forma, nossa rainha não sabe muito sobre o mundo externo.

— Huh? E sobre os outros hóspedes do hotel?

— Apenas diga que são seus serviçais ou algo assim. Há até uma chance de ela ficar feliz com o aumento no número de serviçais, já que ela nunca saiu do Castelo Antigo de Frederik, nem uma vez.

Com essa sugestão sem sentido, os outros oito olharam com olhos incrédulos para este cara.

— Sinceramente, não haverá qualquer problema. Afinal, ela não odeia estar no mesmo lugar que espécies de sangue ruim? Com certeza ela não vai esbarrar com outros hóspedes.

— Mas…

— Chega. Vamos parar a discussão aqui e começar a parte mais importante de nossa operação.

 

*   * *

 

Em uma certa tarde de um dia de verão ensolarado.

— Heup!!

Mesmo hoje, Sae Jin estava diligentemente caçando sozinho na Área de Nível Intermediário. Esta era uma tarefa que ele fazia todo dia da semana. Estar sozinho não possuía nenhum significado problemático. Com todas as Tatuagens Mágicas inscritas nele e os itens guardados com Espiritualismo, estava forte o suficiente para derrotar sem ajuda um bando de Monstros de Nível Intermediário Inferior.

*Pisshhh*

Sae Jin cuspiu o sangue de um Monstro que tinha entrado em sua boca.

Sua aparência depois de massacrar sete Monstros era bastante difícil de se ver.

Em seu rosto, traços de sangue que não tinha limpado já tinham solidificado, e sua armadura tinha se tornado irreconhecível após ser totalmente pintada com sangue.

Tudo isso era culpa de seu estilo de batalha que tinha desenvolvido naturalmente, um nascido dos brutos e nada sotisficados instintos de Orc. Ele estava matando os Monstros de modo até pior que os Monstros faziam, com crueldade e impiedade.

*Pisshhh, Pisshhh*

Enquanto ainda parecia um demônio sanguinário na perspectiva dos outros, Sae Jin começou a andar.

Mas após dar alguns passos…

De repente, sentiu uma estranha vibração. Já que não conseguia realmente mensurar o que era, ele mudou sua Forma para a de Lobo Escuro, a qual possuía sentidos mais aguçados.

‘Isso é…’

E foi assim que conseguiu sentir um fraco cheiro metálico, estava perto de ser indetectável, vindo de uma longa distância.

E, de alguma forma, era um cheiro familiar.

‘Vampiros.’

Julgando pela variedade de cheiros, havia mais de um deles. As chances de estarem em mais de dez era alta.

‘O que está acontecendo…?’

Ele ficou bastante curioso sobre por que os Vampiros estavam andando em grupo, quando preferiam andar sozinhos — e também sobre a vibração que tinha acabado de sentir.

Infelizmente, a distância era grande demais. A provável localização de onde o cheiro vinha era a dez quilômetros dali, julgando por quão fraco era mesmo com seu olfato sendo usado ao máximo.

— Bem longe…

Voltando para a Forma Humana, Sae Jin franziu as sobrancelhas. Ele pensou em retornar para casa e ignorar isso, no entanto, ainda se sentia nervoso. O mero fato de aqueles Vampiros estarem se movendo em grupo significava que estavam ocupados fazendo algo suspeito ali.

‘Bem, já que não tenho certeza, devo ligar para alg… Hmmm?’

Após deliberar por um tempo, Sae Jin puxou seu celular do bolso e então…

Repentinamente, o cheiro dos Vampiros desapareceu.

Ao mesmo tempo, uma poderosa onda de choque que surgiu do nada trovejou pelo horizonte.

*KWAAAAAHAAAHANG!!!!!!*

Um som estupendamente alto que rasgou os céus; uma vibração que tremeu a terra; não era um simples tremor.

A própria crosta terrestre estava passando por uma transformação.

— Oh! Caralho…

Quando o chão em que estava começou a levantar-se bruscamente, Sae Jin rapidamente assumiu a Forma de Monstro.

 

*   * *

 

Normalmente, uma Área de Monstros se referia a áreas que estavam sob influência de uma Fissura Morta. Uma Fissura Morta se referia a uma Fissura que estava “morta”, significando que não se expandiria mais, só que ainda produziria Monstros por dentro.

No entanto, às 14:00…

Uma Fissura Morta ‘simplesmente apareceu’ nos limites entre a Área de Monstros da Província de Gangwon e a adjacente Província de Gyeongsang do Norte.

Como resultado… a crosta terrestre foi revirada pela distorção causada pelo surgimento da Fissura Morta e uma porção da Província de Gyeongsang do Norte tinha se tornado uma nova Área dos Monstros não categorizada.

Já que esta era provavelmente a pior catástrofe que acometeu o país desde sua criação, o governo imediatamente declarou estado de emergência.

[Atualmente, as áreas onde Monstros da Fissura Morta estão atacando são os municípios de Mungyeong, Wujin, Bonghwa, Youngju e Yehchun; em outras palavras, um terço da Província de Gyeongsang do Norte. Todos os cidadãos de Gyeongsang do Norte são aconselhados a irem para o Sul…]

Infelizmente, mesmo com todos os Cavaleiros residentes nas áreas próximas a Província de Gangwon partindo para ajudar imediatamente, as casualidades enumeraram milhares de casos, e o dano a propriedades estava sendo avaliado em um valor astronômico.

E o que deixou as coisas ainda piores foi que a escala de destruição só estava aumentando.

— Uhm, Diretor…

Por isso uma tempestade fria que contradizia o caloroso verão estava passando pelos corredores do Departamento de Investigações Especiais, as pessoas a cargo de prevenirem a ocorrência de tais desastres.

— O quê?

— É que… o senhor Presidente te chamou para a Casa Azul… 1

Yu Baek Song suspirou profundamente após ouvir isso. Ela estava ocupada alternando sua atenção entre as várias reportagens vindas sobres as áreas afetadas e os plantões de notícias na televisão.

— Fuu…

Em cima da mesa de Baek Song, que estava massageando as têmporas enquanto a testa estava totalmente franzida, havia um simples caderno. Era o único método de comunicação com o Mercenário Lycan. Mas não houve uma única resposta dele por um bom tempo.

— Hmph. Parece que o caos está estourando até no gabinete do Presidente. Então, estou indo.

Baek Song tentou falar de maneira relaxada, mas era muito difícil para Soo-ins esconderem suas verdadeiras emoções. Suas orelhas brancas de tigre, que normalmente ficavam paradas em pé, estavam caídas, demonstrando o quão transtornada estava.

— Lembrem-se de cuidar das coisas durante minha ausência.

Todos os subordinados presentes olharam para a pequena figura de Baek Song partindo com olhos abatidos para a sala de execução dela.

E, precisamente 30 minutos depois, ela retornou ainda mais para baixo do que quando saiu. Não só suas orelhas, até o seu rabo tinha perdido o ânimo.

Ainda assim, ela declarou com uma expressão deliberadamente animada: — Convoquem uma conferência de imprensa. Vamos fazer um pedido de desculpas público para o Lycan.

E uma agitação se desenvolveu bem rápido no escritório.

A evidência dada por Lycan enquanto ele dizia saber tudo, realmente parecia como um bom caminho para se seguir. Afinal, eles até acharam uma Pedra de Invocação por acidente.

Contudo, o problema com Lycan era sobre o quão confiável ele possivelmente podia ser. Com apenas um formulário de inscrição para Mercenário de vinte anos atrás, e outras informações soltas perdidas durante o declínio da profissão de Mercenário, não havia informações para determinar se as conquistas e habilidade dele eram reais ou não.

— Porém, ainda há vários problemas…

— O presidente já deu o seu aval. Estou certa de que seremos criticados por um ou dois grupos de  Direitos das Raças Minoritárias, mas ao usarmos as leis regularizando os Mercenários, não haveria problemas, legalmente falando. E também… Já que sabemos que isso não é um desastre natural, precisamos nos agarrar em qualquer chance que pudermos achar.

A decisão de Baek Song era imutável.

Já que era impossível para um Tigre Branco, famosos por terem egos inflados, pedir desculpas por causa de pressão externa, isso significava que até ela já tinha formado uma opinião.

E tal determinação não seria alterada com facilidade, então seus subordinados não falaram mais e apenas fizeram o que foi ordenado.

 

*   * *


Ao mesmo tempo em que Yu Baek Song tinha tomado uma decisão, Sae Jin estava perdido.

O súbito tremor fez as antigas trilhas se tornarem um terreno montanhoso difícil de andar e as margens dos riachos se tornaram precipícios.

E para completar a sua desgraça, teve de assumir a Forma de Grande Guerreiro Orc que estava evitando usar, tudo graças a ter encontrado três Monstros de Nível Intermediário Superior. Parecia que havia um problema na máquina que separava os Monstros por seus Níveis.

‘Vou enlouquecer aqui…’

E esse não era o fim. Depois de toda essa desgraça, pesos mortos inesperados tinham aparecido.

— Agora mesmo, os Cavaleiros da Corvo foram enviados para cá.

Os pesos mortos eram grupos de sobreviventes que estavam o seguindo como um bando de filhotes de pato.

Uma hora atrás, após derrotar o Monstro de Nível Intermediário Superior chamado ‘Fantasma Laminado’ com um pouco de dificuldade, um grupo de três sobreviventes começou a se aproximar antes mesmo de ele perceber e começaram a olhar para ele com olhos de dó, cheios de esperança.

Provavelmente queriam depender da ‘ótima’ fama do Orc Demônio, não, do Orc Herói que todo mundo já ouviu falar.

‘Eu deveria ter os deixado ali?’

Antes, ele pensou que poderiam morrer se os deixasse sozinhos, e já que não disseram nada desde que começaram a segui-lo, Sae Jin os deixou, mas agora…

— Uhhhff! Que alívio…

— É tudo graças a esse Orc.

— Sim. E comparado ao que eu via na televisão, o cabelo e barba dele ficaram bem maiores. É tão brilhoso e volumoso. É bem bonito.

E enquanto ele andava para o oeste pensando que poderia haver uma saída ali, continuou a “pegar” mais sobreviventes e, logo, três viraram treze.

Nove deles eram Caçadores, enquanto os quatro restantes eram Cavaleiros.

Ele se animou com a ideia de deixar tudo para os Cavaleiros, mas do que conseguiu ouvir, eram no máximo Nível Intermediário Inferior. Não seriam de muita ajuda neste lugar em que os Monstros estavam entre Intermediário e Intermediário Superior.

— Hmmm… Está tudo bem em tirar uma foto das costas dele? Ele é bem sexy para um Monstro, sabe.

— Huh… Que porra você está falando bem agora quando nossas vidas estão por um fio? Por favor, não faça nada que possa irritar o Orc.

Enquanto ouvia a conversa, Sae Jin suspirou por dentro.

Foi então que, de repente, sua intuição ligou o alarme em sua mente.

Felizmente, só houve um movimento. Não, só havia uma pessoa.

— Algo está vindo!! Preparem-se para a batalha!!

Um Cavaleiro que também sentiu gritou.

*SFX passos leves*

Seguindo os sons de passos leves…

— Oh!!!

Uma Cavaleira sozinha se revelou por trás do matagal. Era Kim Yu Rin.

E quando Kim Sae Jin a viu com o corpo coberto de mato e sangue de Monstro, o coração dele quase saltou pela boca.



*1: Casa Azul é a morada do presidente coreano, o Palácio da Alvorada deles.

keyboard_arrow_left Anterior Próximo keyboard_arrow_right
Você pode usar o atalho Ctrl+ ou Ctrl+ para navegar entre os capítulos

Olá, deixe seu comentário sobre o capítulo Bola na Fogueira. (1)

Já temos 7 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Luis Henrik

Luis Henrik

Obrigado pelo capítulo
★★★★★DIA 28.05.19 01h18RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Alyson Hian

Alyson Hian

Obrigado pela tradução
★★★★★DIA 30.01.19 15h04RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Alyson Hian

Alyson Hian

Quando sai o próximo capitulo ?
★★★★★DIA 30.01.19 15h04RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Carlos Eduardo Rodrigues

Carlos Eduardo Rodrigues

Eu realmente gosto do site, mas estou irritado com o sistema de comentários
★★★★★DIA 27.01.19 15h51RESPONDER
MTS
Enviando Comentário Fechar :/
Alyson Hian

Alyson Hian

Realmente é irritante, toda vez diz que minha senha esta errada e para comentar eu tenho que fazer o processo de recuperar senha
★★★★★DIA 30.01.19 15h05RESPONDER
MTS
Enviando Comentário Fechar :/
MTS

MTS check_circle

Obrigado pela crítica! O responsável já está vendo isso!
★★★★★DIA 31.01.19 16h41RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
MTS

MTS check_circle

Obrigado pela crítica! O responsável já está vendo isso!
★★★★★DIA 31.01.19 16h42RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/