Capítulo #60: O Presságio. (4)

 

Sae Jin continuou a explicar, mas, Sae Jung, com o cérebro bugado, não parecia entender uma palavra que ele disse. Com uma expressão paralisada, ela respondia com simples “Sim”, “Aham”, “Isso” e etc.

— C-como isso é possível...?

Essas palavras eram o que conseguiu expressar depois de sair do estado de choque.

Ele pensou por um segundo no que deveria responder, antes de escolher a resposta mais ampla possível.

— É tudo graças a minha Peculiaridade.

— O quê? Que tipo de Peculiaridade é…

‘Mas qual tipo de Peculiaridade é tão boa assim?!’ — Yu Sae Jung fechou a boca enquanto se sentia um pouco injustiçada.

Normalmente, as Peculiaridades eram divididas em duas grandes subseções — as Completas e as Evolutivas.

Os nascidos com a primeira, a Completa, conseguiam ter um grande poder desde o início, mas, já que essa Peculiaridade não pode se desenvolver mais, a única maneira de melhorar a si mesmo era através da prática e treino rigoroso do corpo. Um dos exemplos mais óbvios dessa subseção de Peculiaridade era a “Maestria de Espadas Pesadas” de Joo Ji Hyuk.

Contudo, apesar da última, a Evolutiva, começar muito mais fraca que a Completa, com muito esforço, tanto a Peculiaridade e físico da pessoa irão melhorar. Isso significava que havia uma grande possibilidade de que, depois, os possuidores da Evolutiva iriam atingir patamares maiores que os outros.

Mais da metade dos Cavaleiros, Magos e outras profissões especiais eram detentores de alguma Peculiaridade e, entre eles, era sabido que por volta de 80% tinham a Completa e 20% a Evolutiva.

E vendo que mais da metade destes “20%” eram Cavaleiros acima de Nível Intermediário Superior ou Magos Nível B ou mais, era seguro dizer que esse tipo de Peculiaridade era verdadeiramente uma bênção dos céus ou algo assim.

— Então é isso…

Ela decidiu que Sae Jin tinha uma Peculiaridade do tipo Evolutiva, sendo uma versão super-mega-blaster op disso, e parou antes de perguntar sobre os pequenos detalhes dela. 1

Sae Jung nunca tinha ouvido sobre uma Peculiaridade tão roubada ter existido antes, e não importa qual fosse o caso, ainda era um grande tabu questionar muito sobre a Peculiaridade de alguém.

— Ohhh! Então você acredita em mim agora?

Sae Jin sorriu e olhou para os olhos de Sae Jung mostrando o quanto estava orgulhoso dela. Ele estava esperando que ela duvidasse dele um pouco mais e começasse a inundá-lo de perguntas.

— Que escolhas eu tenho? Apesar disso ser beeeeem inacreditável, já que disse, tenho de acreditar em você.

Por alguma razão, Sae Jung se sentiu contente quando o sorriso gentil dele pousou em si. E foi assim que um profundo sorriso se formou em seus lábios e ela olhou de novo para ele.

— Yawn~, por acaso, onde fica a sala de descanso nesse lugar? Estou me sentindo cansada demais… E meu raciocínio está tão lerdo, parece que estou sonhando agora. Conte mais quando eu acordar, okay?

Sae Jung bocejou enquanto falava.

— Claro.

Achando a aparência dela bem fofinha, ele, de alguma forma, acabou andando para perto dela e começou a fazer carinho em sua cabeça. Com certeza foi um carinho repentino, mas… ela não achou seu toque nem um pouco ruim. Não, era bastante bom, na verdade.

— Cof, cof.

Por isso deu uma tossida falsa e rapidamente abaixou a cabeça. Sem dúvida, seu rosto estava vermelho igual a um tomate, e ela não queria mostrar, de jeito nenhum, essa aparência.

— Está lá no subsolo. Venha, vou te levar para lá.

Quando Sae Jin tirou sua mão enquanto dizia essas palavras, ela concordou timidamente com a cabeça enquanto demonstrava um pouco de desapontamento.

 

*   * *

 

E, agora, dentro do QG da Ordem Corvo.

Kim Yu Rin estava parada diante das portas da sala de Reuniões Executivas e respirou profundamente.

No dia em que teimosamente decidiu ir se encontrar com Sae Jin sozinha no lugar prometido — fez um acordo com Chae Young Ho e os outros executivos.

E isso era, reportar os resultados do jantar.

A fama de Sae Jin tinha crescido tanto que era difícil de chamar o simples jantar entre os dois de um assunto pessoal.

Sendo assim, hoje era o dia dela informar sobre o encontro com Sae Jin na última noite. Mas não havia razão para se incomodar. Apesar de não ter recebido qualquer resposta concreta em relação à boneca Athany, igual a última vez, Sae Jin deu para ela outro “Requerimento de Compra de Arma”.

— Você pode fazer isso. Sim, você pode, Kim Yu Rin. Apenas relaxe.

Yu Rin deu o seu melhor para tentar se hipnotizar, e, então, abriu a porta com todo cuidado.

Dentro da sala de reuniões, os líderes de equipes, da equipe 1 à 8, estavam todos aguardando. Em outras palavras, além do enclausurado vice-líder da Ordem que estava ficando em casa atualmente com vários escândalos no seu pé, e seu pai, o líder da Ordem, que teve de ir se encontrar com o presidente hoje, todo o alto escalão de gerenciamento estava presente.

— Oh! Você chegou.

Chae Young Ho a cumprimentou primeiro. Ela então respondeu a avalanche de cumprimentos com um simples sorriso e achou um assento vazio.

— Então, sobre o que os dois falaram?

Como esperado, foi Chae Young Ho que disparou o primeiro round. Ele estava dando olhadinhas secretas no papel que Yu Rin segurava. Julgando pelo estilo da capa, ele pensou que ela realmente tinha trazido algo de volta.

— Conversamos sobre vários tópicos. Entre todos esses, o que mais me marcou foi sobre os planos que ele tem de melhorar a boneca Athany.

Kim Yu Rin falou com certeza e de uma maneira relaxada.

Na última noite, Sae Jin falou sobre o que gostaria de fazer na boneca sem se importar muito. Disse que os efeitos da boneca deviam melhorar em 100% — obviamente por causa da evolução da Forma de Orc ter melhorado a “Técnica de Metalurgia”.

— Hu-uh. Isso não significa que será mais efetivo que uma Fonte de Mana grau A? Até agora, os efeitos dessa boneca rivalizavam com uma Fonte grau B-C… Hmm, Sério?

Apesar de ter sido algo que Sae Jin tinha falado sem se importar, para esses caras, era uma informação valiosíssima. Um ou dois executivos presentes estavam até pensando em acabar com o compartilhamento de ações pertencentes àquelas Torres de Magos especializadas em fazer Fontes de Mana.

— Sim. E, além da boneca Athany projetada para ajudar no treinamento, ele também falou sobre seus planos de desenvolver a boneca para outras diretrizes.

Encorajada pelas reações positivas dos executivos, Yu Rin ficou mais animada com suas respostas.

— A propósito, o que é esse papel em suas mãos?

Contudo, Chae Young Ho conseguiu cortar o fluxo de modo bem abrupto. Yu Rin acabou franzindo um pouco, ainda assim, não falou mais nada e acabou colocando o papel na mesa da sala de reuniões.

— Este é o requerimento de compra de arma para a Forja do Orc, um presente do Senhor Sae Jin.

— Oh? Então esse é o famoso requerimento?

— Como esperado… se você tiver um jantar com ele, receberá uma arma feita pelo Orc. Então era verdade mesmo.

Os executivos próximos ao papel ficaram alegres e reuniram-se com velocidade em volta dele. Apenas Chae Young Ho carregava uma expressão meio infeliz enquanto se submergia em seus próprios pensamentos.

— Como está pensando em utilizá-lo?

— Que tal… bem, parece uma boa ideia colocá-lo como prêmio para a pessoa que conseguir ser a número 1 em nosso ranking interno… Estou feliz com o que funcionar melhor!! — disse Yu Rin.

Para ela, as reações dos executivos reunidos aqui eram ótimas, mas o mais importante, Yu Rin achou a expressão irritada de Young Ho maravilhosa de se ver. Então, com um sorriso brilhante surgindo em seu rosto, falou cheia de energia:

— Depois, se houver qualquer mensagem que queiram passar para o líder da O Monstro, apenas falem para mim! Nós viramos graaandes amigos, entendem?!

Logo que falou isso, ela percebeu o seu próprio erro. Na verdade, o clima durante o jantar não foi muito bom devido a ela estar muito tensa. As conversas não fluíram bem, e, em um certo ponto, até viu Sae Jin fazendo uma cara frustrada…

— Oh! Isso é um alívio. Hoje em dia, eu venho ouvindo que as outras Ordens estão queimando o cérebro pensando em maneiras de serem amigas desse homem. Como esperado, nossa Yu Rin é uma garota abençoada, abençoada!

— Uh-huh. Eu sempre acreditei que você era assim, mas com você é diferente, não? Senhorita Yu Rin, aquele velho ali estava com inveja de você um mês atrás porque você ganhou seu ranking de Nível Altíssimo.

— Que merda é essa que você está falando?! E ainda estou nos meus quarenta, então quem é a porra do velho…

Vendo a atmosfera alegre e a cara azeda de Young Ho…

— Hahaha… é mesmo?

Ela não conseguiu achar a chance de corrigir seu erro.

Mas, Yu Rin também estava começando a sentir-se amarga em sua mente.

Enquanto essas pessoas aqui desvalorizavam quaisquer resultados que trazia através de árduas batalhas —  conquistas consideradas importantes para os Cavaleiros de verdade — agora sinceramente a valorizavam por ter feito essa relação social…

— Vocês podem… falar comigo… a qualquer hora….

 

*   * *

 

— Cinco incidentes? Houve esse tanto?

— Sim. Como pediu, eu cheguei antes que outros Cavaleiros pudessem e resolvi toda a situação. E, bem, até o tempo de deslocação estava completamente em outro nível. Considerando que só leva 10 minutos de Seoul para a Província de Gangwon, então…

— Wow… Mas não haveria problemas com seu corpo ao se mover tão rápido?

— Fica tudo bem se usar uma Barreira de Mana. Mas, para aguentar a pressão atmosférica e resistência do ar, acho que a pessoa precisa ser pelo menos superior ao Nível Intermediário, no mínimo.

Essa era a temporada de desabrochamento das flores — mas o problema deste planeta era que, como se tivesse um arranjo prévio ou algo assim, tudo estava fluindo para uma direção claramente ruim.

E, estranhamente, dentre todos os incontáveis países do mundo, a República da Coréia estava sofrendo mais. Os cidadãos estavam se sentindo ansiosos com os repentinos e inexplicáveis incidentes com Monstros ocorrendo mais de 31 vezes por mês — uma vez por dia.

Infelizmente, as inconstantes brasas do atual estado das coisas, de alguma forma, atingiu  Sae Jin e Muffin. O número de pessoas suspeitando o quão bem treinada Muffin podia ser tinha aumentado explosivamente do nada.

E, assim, a fim de mudar a opinião pública, Sae Jin pediu para Ji Hyuk montar em Muffin e eliminar os Monstros.

— Então, como foram as reações? Eles ficaram com medo?

— Nenhuma, com certeza. Não vi ninguém assim, na verdade, até vi alguns sorrindo. Dizendo que acharam os dois rabos de cavalo adoráveis.

Apenas em caso dos cidadãos acharem Muffin assustador, Sae Jin inscreveu uma Tatuagem Mágica que emitia um cheiro prazeroso, e, além disso, trançou o longo pelo branco do Grifo em dois rabos de cavalo. Ele queria maximizar a fofura da criatura, e também já que era uma fêmea, ele queria mostrar isso.

— E, por acaso, a Muffin agiu de forma estranha? O Senhor Hahn Sung estava se referindo a Muffin como o “Filho de Cthulhu reencarnado” ou algo assim. 2

— Desculpa? O que ele quer dizer com “Filho de Cthulhu” sendo que ela é tão adorável… Huhuh. Talvez esse cara teve um pesadelo?

— Você também pensa assim? Parece que o Senhor Hahn Sung está sofrendo de excesso de trabalho. Eu devo contratar mais gente logo.

— Hahaha… Ah! Líder, eu acabei de receber um pedido de entrevista. O que devo fazer?

— Faça o que achar melhor. Então, vamos desligar agora.

— Entendi, líder.

Quando a conversa com Ji Hyuk chegou ao fim, Sae Jin guardou seu telefone e fez surgir a janela de Status.

 

Ele deu um suspiro de alívio.

Felizmente, sua altura em constante crescimento parou por uma semana; só seu peso aumentou um pouco. Mas até essa mudança veio de sua Passiva recém-adquirida:

 

 

Parece que com essa habilidade ativa ele podia relaxar sobre ser completamente assimilado em um Lobo Escuro por agora.

No entanto, havia um novo e completamente inesperado problema que surgiu.

O culpado era um único caderno em cima de sua mesa.

Este caderno era uma ferramenta de comunicação que ele criou ao ativar a Técnica de Metalurgia por dez minutos seguidos. Ele fez dois desses, e quando se escrevia nas páginas de um, as mesmas letras iram aparecer na do outro.

A razão para ter feito esses cadernos era por causa da segurança enquanto se comunicava com a Taverna de Mercenários. Com medo de que o ‘Lycan’ pudesse agir novamente sem saber, ele enviou um desses para a Taverna há três meses.

— Eeeee vocês estavam tentando me perseguir até agora...

Se sentindo meio perplexo, ele pegou o caderno de novo. No meio da vigésima primeira página, essas palavras estavam claramente escritas

[O governo exprimiu que deseja conseguir a ajuda do Lycan. O trabalho é descobrir a verdade por trás dos atuais incidentes. A compensação é uma arma feita pelo Ferreiro Orc e expurgação de seus crimes anteriores.

Parece que o governo percebeu o quanto lhe injustiçaram, Lycan, assim, estão oferecendo essas recompensas bastantes substanciais. Mas, devo deixar a decisão apenas para você.

E, mais, esse caderno será confiscado pelo Departamento de Investigações Especiais da Polícia. Eu imediatamente rasguei as outras páginas e as queimei no momento em que suas mensagens chegaram, mas, ainda assim, quero me desculpar por ser descoberto.]

A recompensa era supostamente uma arma feita pelo Ferreiro Orc. Um risinho vazio tentou sair de sua boca.

— Sério, isso é ridículo…

Algumas semanas atrás, um certo servidor público, dizendo ser o encarregado de alguma entidade governamental, veio em dois dias para clamar pela venda de uma boneca Athany. Ele disse que a usaria para propósitos diplomáticos entre países.

Sae Jin ia ignorar o homem, mas já que ele alegou que era para uma boa causa, enquanto dizia que uma boneca Athany era impossível, ele entregou um Requerimento de Compra de Arma.

‘E eles estão usando o que dei logo aqui.’

Obviamente, eles não tinham ideia de que Sae Jin e o Lycan eram a mesma pessoa, ainda assim, isso não estava correto, não é? Isso não era diplomacia, afinal.

— Fuuu…

Suspirando profundamente, Sae Jin começou a escrever as palavras de recusa no caderno. Já que estava se sentindo passado para trás também, ele deliberadamente mostrou um pouco de arrogância e coragem.

[Vocês me tornaram um criminoso num piscar de olhos, e agora estão pedindo a minha ajuda, isso me deixa sem palavras. Sendo bem honesto, eu já descobri a fundo esses incidentes, contando com o líder por trás deles. Mas como um criminoso pode resolver crimes?]

Ele então parou nesse ponto. Como estava tentando esconder sua caligrafia, ele estava escrevendo com sua mão esquerda e isso não era nada fácil. Claro, graças à habilidade ‘Artesanato do Goblin’, a escrita de sua mão esquerda era quase indistinguível comparada às das pessoas comuns.

[E é por isso que, antes de meu, assim chamado, “histórico criminal” ser expurgado, como também forem feitas desculpas por parte daquela tigresa, chefe Yu Baek Song do Departamento de Investigações Especiais, eu planejo guardar para mim o que descobri.]

 

*   * *

 

No momento em que Kim Sae Jin escreveu essas palavras…

Kwaaaaang-!!

A mesa onde o outro caderno estava se tornou nada mais que poeira diante do punho de certa mulher.

— Eu ah!!!

— Mommy!!

Com os gritos vindos das pessoas ao redor, todos os olhares caíram sob uma mulher em particular.

A personalidade feroz e violenta que lembrava a de um tigre — mas representada como a guardiã da nação coreana pela mídia; e provavelmente a mulher mais duas-caras do mundo…

— Haa, um tigre?! Esse miserável, filho de uma mãe trabalhadora da noite ousa…?

A única Soo-In viva do tipo ‘Besta Divina’, Yu Baek Song. Ela não podia segurar a sua raiva com essas palavras de insulto. Seus cílios trêmulos e rosto totalmente franzido ilustravam o nível de raiva que ela estava sentindo agora.

— Wow! Realmente parece que vou enlouquecer agora. Uma tigresa?!

Ela odiava a palavra ‘tigre’, de coração. Como ela era um ‘Tigre Branco’, tinha essa obsessão irracional que a fazia zelosamente se separar das variações comuns de tigres.

— Kheuaaaang!

Baek Song soltou um rugido animalesco. Claro, ela ainda era ‘humana’, e, além disso, uma mulher com um… de alguma forma, físico pequeno, então não parecia tão ameaçador. Se alguém fosse falar com o que isso parecia, falaria algo bem fofo.

Mas ela fazia esse ato forçado e instintivo sem se importar, sempre que ficava imensamente irritada.

A desculpa era que isso era a expressão de orgulho por ser uma Soo-in de 1° geração e resultado de tendências animalescas ou algo do tipo.

— Kheuang!! Kheuaaang!!

Graças à cena, todas as pessoas presentes tiveram de fazer o melhor para suprimir a risada.

 

*1: OP = Overpower = Algo roubado, apelão, fortíssimo etc.

*2: Cthulhu é um ser criado por H.P Lovecraft, escritor e pai do gênero Terror Cósmico. Em inglês estava satã, mas gosto das obras do Lovecraft, então mudei para Cthulhu, que representa o mal em diversas livros, apesar de não podermos definir esses seres com valores humanos.




keyboard_arrow_left Anterior Próximo keyboard_arrow_right
Você pode usar o atalho Ctrl+ ou Ctrl+ para navegar entre os capítulos

Olá, deixe seu comentário sobre o capítulo O Presságio. (4)

Já temos 4 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Lucks Cavl

Lucks Cavl

Man se é um tigre branco só aceita q se é um tigre poxa
★★★★★DIA 29.07.19 02h29RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Luis Henrik

Luis Henrik

Obrigado pelo capítulo ????????
★★★★★DIA 28.05.19 00h13RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Eudes Limeira Ferreira Filho

Eudes Limeira Ferreira Filho

Esse novel é otima cara, muito obrigado
★★★★★DIA 16.01.19 20h54RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
joao vitor

joao vitor

Obrigado pelo capítulo.

★★★★★DIA 16.01.19 10h28RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/