Capítulo #23: A Forja dos Orcs. (3)

A Forja dos Orcs (3)

 

— Oww, isso... — Kim Sae Jin, na Forma de Goblin, murmurou satisfeito enquanto acariciava a adaga. Na lâmina curta, mas afiada e reta, um padrão complexo esculpido durante os dez minutos de uso das Habilidades de Goblin estava visível, e o cabo, feito de uma rocha, estava perfeitamente moldado, além de ser leve.

Na verdade, o objetivo era fazer uma arma mais longa e destrutiva, como uma espada de um ou dois gumes, se possível; infelizmente, com sua atual quantidade de Mana e seu Nível de Proficiência, essa adaga era o seu melhor. Não importa o quanto de Mana fosse usada, a Técnica de Metalurgia ficaria ativa por apenas dez minutos, e também se provou muito difícil tentar fazer qualquer coisa mais longa do que uma adaga, devido às mãos minúsculas de um Goblin, que só poderia trabalhar por um curto período de tempo.

Mas ao contrário de como se sentia em relação ao processo em si, estava realmente gostando da adaga. Isso poderia ser chamado de obra de arte, que combinava perfeitamente a Técnica de Metalurgia dos Orcs com a Habilidade de Artesanato dos Goblins. É claro que, como tinha sido uma fabricação própria, existia um pouco de orgulho interferindo na avaliação, mas, novamente, a palavra “excelente” apareceu na janela de mensagem, então...

Mas isso é o melhor que posso fazer por agora.

Era melhor elevar o Nível de Proficiência da Habilidade antes de enviar um item para o torneio, mas o último dia de inscrições estava aproximando-se mais e mais, então não havia outra escolha. Sae Jin decidiu que, como teria outras chances para criar novas coisas depois de passar da fase preliminar, o nível poderia ser diligentemente aumentado antes do início da primeira rodada de julgamentos.

Kim Sae Jin mudou para a Forma Humana e se preparou para sair.

 

*   *   *

 

— Com licença, pode me dizer como posso enviar coisas como armamentos pelos correios? — Parecendo uma pessoa suspeita enquanto escondia uma adaga nos bolsos, Sae Jin foi até o correio para consultar um funcionário.

— Eh? Coisas como armamentos?

— Sim. Quero participar do Torneio para Ferreiros Convidados. — Era como se Sae Jin estivesse se abaixando, mesmo enquanto sentado, para falar com o funcionário. Isso era por estar atualmente no Modo Humano da Forma de Lobo Escuro, sua altura, como resultado, era de 1,89m.

— A–ha. Se for assim... deve estar aqui em algum lugar. Por favor, espere um momento. — O funcionário dos correios procurou em algumas gavetas, até encontrar uma folha específica. Era o formulário de inscrição para o torneio.Você pode enviar o item pelo correio após preencher este formulário. Mas não está se inscrevendo um pouco tarde? A maioria das pessoas se inscreveu no primeiro dia...

— Oh. Tudo bem, eu estava... demorou um pouco para fazer meu item. Não tinha preparado nada antecipadamente.

Sae Jin sentou-se em outro lugar. Apenas três coisas tinham de ser especificadas no formulários—seu nome, detalhes de contato e endereço. Ele deixou a parte sobre o nome em branco por enquanto e preencheu as demais áreas. Quanto à parte mais importante, o “nome”, parecia ser um pouco problemático usar o nome real, então preferiu por colocar um pseudônimo no qual tinha pensado durante a noite anterior.

— Aqui, pronto. Quanto custa o envio?

— O custo de envio será pago pela Associação de Ferreiros.

— Oh... — Sae Jin balançou a cabeça, agradeceu e foi embora.

O correio que visitou ficava no centro da cidade da Província de Gangwon, de modo que, assim que saiu do local, deparou-se com uma multidão de pessoas indo e vindo. Ao invés de voltar para sua caverna no mesmo instante, Sae Jin se misturou com o povo e resolveu passear um pouco.

Ele queria desfrutar plenamente desta pseudoliberdade que finalmente tinha conquistado depois de se afogar na miséria e no desespero.

Era possível escutar até os sons dos olhos das pessoas se movendo.

A liberdade conquistada após uma luta árdua era muito mais doce do que o imaginado. Desde que possuía um físico atlético atraente e a cara atrativa de um macho alfa, o Kim Sae Jin atual era um animal completamente diferente de seu eu do passado. Ao contrário de antes, quando tinha desistido de chamar a atenção de mulheres, tudo o que precisava fazer agora era andar um pouco e elas começariam a enviar-lhe olhares de aprovação. Ele até mesmo viu alguém que conscientemente fingiu tossir e jogou o cabelo para trás.

Isso era, em uma única palavra, divertido. Muito mesmo.

— ...? — Então, do nada... um cheiro estranho invadiu suas narinas. Era um cheiro fraco de sangue, com um leve odor desavergonhado presente, completamente diferente do normal de um ser humano. Sae Jin virou a cabeça para um lado e para o outro, tentando localizar a origem desse aroma.

E logo encontrou. Um casal normal, um homem e uma mulher, aparentemente normais. Mas a origem daquele cheiro de sangue definitivamente exalava dos dois.

Sae Jin moveu os pés lentamente. Escondido entre a multidão, optou por seguir o casal. Ele não conseguia entender o motivo de estar fazendo isso. Mas era assim, parecia existir uma obrigação para segui-los. Provavelmente era algo instintivo.

E assim, enquanto os seguia, sua visão de repente se ampliou. A habilidade que estava presa em seus instintos primitivos, a “Olhos de um Lobo”, aparentemente se ativou sozinha.

Neste mundo, onde todas as cores se tornaram mais ricas, Sae Jin podia ver tudo claramente. Do casal, não, para ser mais exato, uma aura sinistra e sanguinária emanava do homem.

Um... Vampiro.

No momento em que percebeu isso, sua sanidade vacilou. Seu coração começou a bater loucamente e sua respiração se tornou superficial. O desejo por sangue dessa besta lupina tentou elevar seu poderoso impulso, quase fazendo com que se precipitasse e esmagasse o crânio do Vampiro. Mas o humano Sae Jin suportou isso, apesar de estar quase cedendo. Ainda não, ainda não! Era preciso esperar um pouco mais. A oportunidade certa para atacar...

Felizmente, não foi preciso esperar por muito tempo. O homem agarrou a mão da mulher e conduziu-a até uma área de espeluncas. Isso, provavelmente, era para sugar seu sangue. Vendo tudo, Sae Jin decidiu se mover.

 

*   *   *

 

Como os humanos monitoravam as atividades dos Vampiros a cada segundo do dia, eles se tornaram cautelosos ao executar os rituais de obtenção de sangue. Mesmo sendo problemático, optavam por hipnotizar as vítimas e beberem o sangue em ambientes escondidos da vista pública. Essa se tornou uma regra não escrita dos Vampiros.

O Vampiro, Yu Sahng Hyun, levou a mulher para dentro de sua casa enquanto estava com uma expressão satisfeita. Isso porque a linda mulher, a qual estava hipnotizada, estava prestes a se tornar um banco de sangue privado. Pelo período de um ano, seu sangue seria periodicamente sugado, até que o corpo ficasse completamente seco.

— Deite-se...

Assim que recebeu a ordem, ela não mostrou resistência alguma, deitando-se em uma cama. A visão dela vestindo apenas um vestido, uma única peça, era bastante atraente, isso para não dizer mais.

O Vampiro se aproximou da mulher lentamente enquanto acariciava seu corpo. Dos dedos dos pés até a canela, e depois até a coxa. Polegada por polegada, subindo cada vez mais devagar. A sensação do toque fez com que Yu Sahng Hyun sentisse um enorme arrepio em seus quadris.

Ele não podia mais segurar seu desejo, estava prestes a rasgá-la com todas as forças, quando...

Knock, knock.

Alguém bateu na porta. Para um Vampiro, que tinha um senso de audição extremamente afiado, esse era um dos piores obstáculos, tipo, sempre. A expressão de Yu Sahng Hyun ficou confusa e sem graça.

— Porra... cacete... — Abrindo seus olhos injetados de sangue, começou a cuspir palavrões.

Knock, knock, knock, knock, knock, knock, knock, knock.

A pessoa desconhecida continuou batendo na porta. As batidas agora tinham se tornado mais agressivas do que antes. Puto por causa do incômodo, Yu Sahng Hyun rosnou, furioso, e levantou-se. Seus olhos, queimando com uma cor carmesim, estavam repletos de intenção assassina.

Knock, knock...

Antes da segunda batida terminar, Sahng Hyun abriu a porta violentamente. Seu plano original era de agarrar o pescoço do visitante incômodo e rasgá-lo, parte por parte, membro por membro.

— Seu filho de uma pu... Keheuk! — Mas antes que pudesse agir, a mão de um animal agarrou seu pescoço.

Em pânico devido ao ataque repentino, Yu Sahng Hyun agarrou o braço da besta desesperadamente, mas não podia sequer arranhar esse braço, coberto por um pelo negro.

Wheeeeinn.

A porta entreaberta foi lentamente escancarada, revelando um único homem parado ali.

Com certeza era um humano.

Isto é, somente depois de considerar o par de olhos dourados lançando olhares frios e mortais, sedentos por sangue, e o braço, que era, sem dúvidas, pertencente a uma besta.

Keeeeeuk... — Essas eram as últimas imagens das quais Sahng Hyun conseguiria se lembrar.

Crack!

Com o barulho horrível de algo sendo destruído, os ossos no pescoço do Vampiro foram despedaçados.

— ...

Kim Sae Jin jogou o corpo mole do Vampiro para o lado, como se fosse apenas lixo, e fechou a porta atrás de si. Ele não sentiu culpa alguma ao ceifar uma vida. Não, era mais como se, na verdade, tivesse esmagado um inseto. E claro, se não tivesse matado essa criatura maldita, ela teria cometido um assassinato, então era normal sentir-se tranquilo mesmo após um assassinato, já que suas ações estavam salvando seres humanos.

Ele virou a cabeça e checou se a mulher ainda estava sob algum efeito hipnótico. Felizmente, parecia que não tinha dado tempo para que qualquer dano tivesse sido feito, já que ela estava apenas inconsciente, só sua roupa estava meio desordenada.

Não havia outro cheiro especial ao lado do Vampiro morto e da mulher, então ele transformou seu braço no de um humano novamente. Esta era uma das maneiras de usar o Modo Besta/Modo Humano que tinha descoberto há pouco, onde poderia mudar qualquer parte de seu corpo para a de uma Besta.

Sae Jin fez uma breve exploração pelo resto da casa. Talvez por ser um local extremamente pobre, não foi identificado nenhum tipo de circuito de câmeras, seja interno ou externo.

Ela provavelmente vai ligar para a polícia depois. — Satisfeito, Sae Jin lançou um último olhar para a mulher inconsciente e saiu da casa.

E exatamente três horas depois... Ao acordar da hipnose, a mulher gritou com todas suas forças antes de ligar para a polícia.

 

*   *   *

 

Localizada em frente à Prefeitura de Seoul, fica a Associação de Ferreiros. Dentro desse prédio de três andares e aparência simples, as pessoas estavam ocupadas separando todos os armamentos enviados para o Torneio para Ferreiros Convidados.

— Pergunto-me se haverá algo de interessante desta vez. O melhor item que recebemos do último torneio acabou sendo classificado apenas como um de Grau de Qualidade Intermediário. — A Cavaleira de Altíssimo Nível da Ordem Corvo, Kim Yu Rin, falou enquanto observava o processo de separação. O Presidente da Associação, que estava ao lado dela, balançou a cabeça.

— Podemos esperar algo de bom desta vez. Em primeiro lugar, os ferreiros de Busan e Gwangju estão participando, praticamente todos, e o discípulo pessoal do Mestre Kim Tae Baek também enviou um trabalho, dizendo que quer participar. Talvez esperar por um Produto de Marca seja exagero, mas é possível que consigamos coisas de alta qualidade.

— Oh, é sério?

Mestres artesãos eram bastante exigentes na escolha de seus discípulos. Vários deles sequer se davam ao trabalho de ter um, e os outros tinham, no máximo, um ou dois. O governo implorou para que esses mestres aceitassem os discípulos, em caso de apresentarem algum potencial, mas a teimosia deles simplesmente não conhecia limites.

— Claro. Nós já temos aprovações na fase preliminar. Vou te apresentar aos aprovados mais tarde.

— Um discípulo pessoal daquele teimoso...Talvez essa pessoa seja quem eu imagino...?

— Mm. Só estão pensando em dinheiro. Aquele velhote cabeça quente não aceitaria um discípulo, nem fodendo, a menos que seja de sua própria carne e sangue, entende? E aqui temos algo fresquinho, com apenas dezenove anos.

Kim Yu Rin mostrou um sorriso diante das palavras de insatisfação do Presidente.

— Mas ele não abandonou o próprio primogênito, dizendo que o coitado não tinha nenhum talento? Ouvi dizer que esse “discípulo” foi o último a nascer—seu talento deve ser realmente incrível.

— Isso também é verdade. Enviaram só uma espada, mas, céus..., ela é bastante boa.

Enquanto os dois conversavam, o último dia de inscrições estava, inevitavelmente, chegando ao fim.

— Este é o último item! — E, finalmente..., um dos funcionários gritou enquanto levantava uma caixa de metal.

— Posso dar uma olhadinha também?

— Não tem problema. Mas é melhor que não espere muito. Como todos os produtos dos principais ferreiros, dos mais conhecidos, já chegaram, provavelmente não será nada de impressionante.

— Sim, tô ligada. Mas ainda assim, é o último, então quero ver.

— Tudo bem. — O Presidente sorriu de forma magnânima e acenou com a cabeça.

— Hey, você! Segure isso um pouco! A Senhorita Kim Yu Rin quer dar uma olhada!

— Eh, huh? Ah, sim, claro! — O empregado parou antes de abrir a caixa e se endireitou rapidamente.

As pessoas começaram a se reunir em torno da última caixa fechada. Não era por estarem interessadas em ver o armamento, que provavelmente seria de qualidade baixa, mas, claro, para estarem próximas da beleza estonteante da Cavaleira Kim Yu Rin.

— Devo abrir?

— Sim. Por favor, siga em frente. — Depois que ela falou, o funcionário abriu a caixa, com o máximo de cuidado possível.

Naquele momento em que a caixa foi aberta... A luz da lâmpada refletiu na lâmina do item e acertou o olho do empregado em cheio.

— Euk! — Ignorando o empregado, que estava ocupado esfregando os olhos, Kim Yu Rin e o Presidente deram uma olhada dentro da caixa.

— Huh...? — Um arquejo atordoado escapou dos lábios de Kim Yu Rin. A única razão pela qual queria ver este item era por ser o último a ter chegado e, portanto, parecia possuir algum significado extraoficial. Em outras palavras, ela também não tinha grandes expectativas.

No entanto..., dentro da caixa estava um item inesperadamente bom. Externamente, parecia ser um tipo de adaga ornamental, devido às várias gravuras talhadas, mas a aura afiada da Mana infundida na lâmina curta era simplesmente incrível.

A lâmina, insensível e cinzenta, parecia afiada o suficiente para fatiar qualquer coisa em que tocasse; os belos padrões gravados em sua superfície e o punho liso e limpo apenas destacavam ainda mais as chamas da ganância de Yu Rin, que queria possuir a adaga a qualquer custo.

— ... — Ela, aturdida, estendeu a mão e segurou o punho. Isso não parecia estranho, e segurou de forma tão confortável, parecia que era parte de seu próprio corpo. Essa familiaridade demonstrava que a adaga foi meticulosamente projetada, com o corpo do usuário em mente.

— Parece que chegou mais um produto bom... — O Presidente, tão atordoado quanto Yu Rin, murmurou enquanto admirava a adaga.

— Oi, qual é o nome do participante? — Após as palavras do Presidente, um dos empregados, que também estava atordoado enquanto admirava a adaga, despertou de seu estupor e pegou o formulário de inscrição dentro da caixa.

— Mas que...?

— Que foi...? Algum problema?

— Ah, não, digo..., o nome é meio estranho, Sir. Aqui diz “Forja dos Orcs”—e o remetente quer ser chamado apenas de Orc.

Com esse nome terrível, o presidente franziu as sobrancelhas. Embora o uso de pseudônimos fosse aceito, e o anonimato fizesse parte da competição, usar o nome de um Monstro...

— Isso deve ser uma tendência atual, usar o nome de Monstros nos produtos. Digo, tem o Alquimista Goblin também. — Kim Yu Rin mostrou um sorriso brilhante, como se tivesse achado a surpresa agradável.

— E..., bem, já que os Orcs são conhecidos por fazerem boas armas, acho que o nome é adequado. Licença, Presidente?

— Mmmm?

— Ao invés do discípulo do Mestre Tae Baek, você pode marcar uma reunião com esse “Orc” para mim? O que ele escreveu parece meio estranho..., mas gostei muito da arma. Se eu conseguir criar uma conexão com essa pessoa, acho que ela pode me fazer uma arma excelente depois.

Escutando esse pedido, o Presidente coçou a nuca, mas, no final, balançou a cabeça, como se não pudesse fazer nada.

— Se é isso que você quer..., tentarei o meu melhor. Mas antes de qualquer coisa, devemos fazer um teste com essa adaga. Talvez seja um artesão ou um mestre que esteja brincando e reduziu a qualidade do próprio trabalho de propósito.

— Sim, claro. Bem, obrigada pela ajuda, Presidente.

 

Notas do Capítulo:

Avaliação e Análises: Se você realmente está gostando de A Monster Who Levels Up, por favor, considere dar 5 estrelas na Central Novels: Central Novel

keyboard_arrow_left Anterior Próximo keyboard_arrow_right
Você pode usar o atalho Ctrl+ ou Ctrl+ para navegar entre os capítulos

Olá, deixe seu comentário sobre o capítulo A Forja dos Orcs. (3)

Já temos 3 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Shimizu Yoshida

Shimizu Yoshida

Só faltam reconhecerem ele pelo cheiro mais a frente kk
★★★☆☆DIA 19.07.18 20h12RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Jean Medeiros

Jean Medeiros

Aí ia ser triste kkkkk
★★★★★DIA 24.09.18 17h55RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Matheus Knupp

Matheus Knupp

O Enred- Digo Destino é algo impressionando, dentre milhares de pessoas, a arma acabou nas mãos justo dela.
★★★★★DIA 02.07.18 22h47RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/