Prólogo

Ele se tornou órfão quando ainda era jovem, por causa de uma tragédia calamitosa. Com apenas sete anos de idade, quando seria normal procurar pela orientação da mãe sempre que ficasse aborrecido com algo, teve que ir para um orfanato, já que nenhum de seus parentes o queria.

O diretor do orfanato não era um lixo humano, que trataria as crianças como merda, mas, ao mesmo tempo, não era nenhum exemplo brilhante de como ser uma boa pessoa.

Querendo deixar o orfanato o quanto antes, ele encontrou um emprego ainda novo e começou a trabalhar logo depois de sair da Escola Primária. Já que se parecia com uma vareta, graças à sua altura elevada para a sua idade, foi bastante fácil mentir, falando que era mais velho. Claro, em certa ocasião, suas mentiras foram descobertas e, então, foi afastado do serviço, sem receber um pagamento, mas, bem, isso era esperado.

Independentemente disso, continuou trabalhando incansavelmente, mesmo durante as noites, e dormia durante o dia, na Escola Secundária; e viveu durante toda sua juventude assim. Nessa época, parou de dormir no orfanato também. Achava, honestamente, que era mais confortável dormir na enfermaria da escola ou, então, junto dos sem-teto que ocupavam a estação de metrô.

Ele não tinha certeza, mas talvez a razão para ter permanecido com a mesma altura até a sexta série da Escola Primária fosse por causa desse estilo de vida pouco saudável. Mas, independentemente, podia ser que, por causa desse estilo de vida duro e sofrido, conseguiu se tornar independente quando completou dezoito anos.

Depois de fazer trabalhos manuais por quatro anos, conseguiu um total de R$35.000,00, isso permitiu que alugasse um quarto para si mesmo.

Outras pessoas podiam achar que o lugar que alugou fosse pequeno e apertado, mas, para ele, era o lugar mais confortável e seguro onde seus pés poderiam pisar e descansar. E nesse ambiente confortável, seu próprio lar, sonhava com um futuro melhor.

Se conseguisse ficar em condições 'normais', provavelmente alcançaria a vida dos seus sonhos em um futuro próximo.

 

Prólogo

 

*   * *

 

Isso foi até que essa maldita Peculiaridade, do nada, emboscou-o…

 

Notas do Capítulo:

Avaliação e Análises: Se você realmente está gostando de A Monster Who Levels Up, por favor, considere dar 5 estrelas na Central Novels: Central Novel

Próximo keyboard_arrow_right
Você pode usar o atalho Ctrl+ ou Ctrl+ para navegar entre os capítulos

Olá, deixe seu comentário sobre o capítulo Prólogo.

Já temos 3 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Gabriel Santos

Gabriel Santos

JÁ AMEI
★★★★★DIA 21.11.18 12h59RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Walifi Gomes

Walifi Gomes

A historia do personagem me lembrou a do Weed , estou curioso sobre novels em que o protagonista não é HUMANO ou se torna um monstro espero que ela seja boa e pra não perder a tradição OBRIGADO PELO CAPITULO
★★★★★DIA 05.06.18 18h41RESPONDER
Fefe
Enviando Comentário Fechar :/
Ralf Rc

Ralf Rc

Não chama muita atenção, o prólogo. Porém, confiarei na avaliação do Fefe e continuarei lendo.
★★★☆☆DIA 01.06.18 12h17RESPONDER
Fefe, Vampiro insano Alucard
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/